HowTo :: Servidor DHCP

Servidor DHCP (Dynamic Host Configuration Protocol)

Como o nome sugere, esta tecnologia serve para configurar automaticamente os equipamentos que se ligam à rede de dados, por cabo ou wireless, sem a necessidade de intervenção de pessoal técnico especializado.
Se tiver-mos em conta que cada vez se utilizam mais equipamentos portáteis em ambientes diferentes, como na escola e em casa, logo se concluí da importância desta tecnologia.
Por equipamentos entendam-se computadores de secretária (PC) ou portáteis, consolas, PDAs, etc.. Em súmula, tudo o que sirva para aceder e comunicar na rede.


A figura acima representa um ambiente típico, com um acesso à Internet fornecido por um qualquer ISP (Internet Service Provider) onde se estabelece a ligação à nossa rede com um router. O router é por vezes chamado de MODEM porque na verdade também estabelece uma ligação entre duas tecnologias físicas diferentes. De um lado o ADSL, Cabo… e do outro, na rede local (LAN – Local Area Network), Ethernet

Depois temos uma firewall que controla a entrada/saída de dados na rede local, a DMZ onde normalmente se encontram os serviços WEB que se pretende oferecer ao exterior (e-mail, HTTP, FTP…).
Por fim, a rede onde se ligam os equipamentos pessoais. No exemplo temos o servidor de DHCP, 2 computadores de secretária, 1 portátil e 1 impressora de rede, mas poderiam ser muitos mais.

Tecnologia utilizada

Sistema operativo

  • Linux Debian Lenny (5.x.x)
  • IP: 172.16.1.2/16 (255.255.0.0)
  • Irá responder a pedidos nas gamas: 172.16.11.1/16 até 172.16.11.35/16

Para a instalação de um servidor DHCP é necessário definir um endereço IP fixo para o servidor. Se se tiver mais que uma placa de rede, pode-se utilizar apenas uma com o endereço fixo.

1º passo: Actualizar o sistema servidor e cliente:

apt-get update && apt-get upgrade && apt-get dist-upgrade

2º passo: Instalação do Servidor:

Para configurar o endereço da placas de rede, edita-se o ficheiro de configuração. No caso configura-se a placa de rede ethernet 1:

vim /etc/network/interfaces

Exemplo de configuração:

#Configura a placa de rede Ethernet 1 com o IP fixo definido
auto eth1
iface eth1 inet static
address 172.16.1.2
netmask 255.255.0.0
network 172.16.0.0
broadcast 172.16.255.255

Para activar a configuração, reinicia-se o serviço:

/etc/init.d/networking restart

Agora têm-se as condições necessárias para iniciar a instalação do serviço DHCP.

3º passo: Instalação do Servidor:

apt-get install dhcp3-server

Instale os pacotes/bibliotecas/dependências sugeridos pelo sistema.

4º passo: Indicar qual a interface que vai responder aos pedidos de DHCP:

vim /etc/default/dhcp3-server

Altera-se a linha:

INTERFACES=””

para

INTERFACES=”eth1″

5º passo: Definir as gamas de IP atribuídas, o gateway do sistema, o servidor DNS, …:

Configura-se o serviço DHCP na seguinte directoria:

cd /etc/dhcp3/

Antes de alterar os ficheiros de configuração, deve-se copiar os originais:

cp dhcpd.conf dhcpd.conf.original

Edite o ficheiro dhcpd.conf com as configurações adequadas:

vim dhcpd.conf

Para o exemplo apresentado:

subnet 172.16.0.0 netmask 255.255.0.0 {
range 172.16.11.1 172.16.11.35;
option domain-name-servers 172.16.1.2;
option domain-name “exemplo.pt”;
option netbios-name-servers 172.16.1.2;
option routers 172.16.1.254;
option subnet-mask 255.255.0.0;
option broadcast-address 172.16.255.255;
default-lease-time 86400;
max-lease-time 676800;
}

Nota: Para verificar os endereços atribuídos aceda ao endereço apresentado no exemplo:

cat /var/lib/dhcp3/dhcpd.leases
cat /var/lib/dhcp3/dhcpd.leases | grep client-hostname


Esta entrada foi publicada em Debian, Linux, Livre, Software, Tutoriais com as tags , , , , . ligação permanente.

Deixe uma resposta